Anéis de Saturno

Anéis de SaturnoUma das características mais interessantes do planeta Saturno é a existência dos anéis que o rodeiam. Outros planetas do Sistema Solar também possuem anéis (é o caso de Júpiter, Úrano e Neptuno), porém os anéis de Saturno são muito maiores e mais evidentes.

Os anéis de Saturno não são visíveis a olho nu. Assim, apenas depois da invenção do telescópio é que estes puderam ser observados. Em 1610, Galileu Galilei tornou-se na primeira pessoa a ver os anéis de Saturno através do então recém inventado telescópio. Porém, dado que o telescópio na época era um instrumento muito limitado, Galileu não conseguiu concluir que o que tinha observado eram mesmo anéis. Através do seu telescópio, Galileu observou que existia algo semelhante a umas “orelhas”, em cada lado de Saturno, não conseguindo identificar a sua verdadeira natureza.

Anéis do Planeta SaturnoO primeiro a sugerir que o planeta Saturno tinha anéis, foi o astrónomo Christiaan Huygens, em 1655. Com o passar do tempo outras descobertas foram feitas, o que nos permitiu ficar a conhecer melhor os anéis de Saturno.

Em 1675, o astrónomo Giovanni Cassini observou que os anéis de Saturno não possuíam uma superfície contínua, mas que existia um espaço vazio que assim dividia os anéis A e B. Essa região vazia ficaria conhecida como a divisão de Cassini.

Hoje sabemos que os anéis de Saturno são constituídos de pequenas partículas que vão de dimensões inferiores a 1 cm até a vários metros de diâmetro. Essas partículas são constituídas essencialmente por gelo de água misturada com uma pequena quantidade de material rochoso.

Na sua globalidade, os anéis de Saturno estendem-se por várias centenas de milhares de km, ainda que em termos de espessura são realmente muito finos não ultrapassando 1,5 km. Como consequência disso, quando o plano dos anéis fica diretamente voltado para a Terra, deixamos de ver os anéis.

Podemos dividir os anéis de Saturno em várias designações: o anel mais próximo do planeta é o anel D, que se estende entre 66.900 km a 74.510 km do centro de Saturno. Depois temos o anel C, que vai desde 74.658 km a 92.000 km. Segue-se o anel B que vai de 92.000 km a 117.580 km do centro de Saturno. Mais afastado temos o anel A que vai de 122.170 km a 136.775 km. Segue-se o anel F que se situa a cerca de 140.180 km, sendo este anel muito pequeno, apenas com poucas centenas de km. Finalmente chegamos ao anel E, que se estende de 180.000 km a 480.000 km do centro do planeta Saturno. Existem ainda outros anéis, porém estes são os mais conhecidos.

A origem dos anéis de Saturno não é atualmente conhecida. Existem diversas teorias que tentam explicar o motivo de Saturno possuir anéis. Existe quem defende que os anéis surgiram logo no início do Sistema Solar, há cerca de 4 mil milhões de anos. Outros defendem que os anéis de Saturno são muito mais recentes.

Share Button
Anéis de Saturno
5 (100%) 7 votes
Tagged . Bookmark the permalink.

Comments are closed.