Cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko

67P/Churyumov-GerasimenkoCometa 67P/Churyumov-Gerasimenko, um cometa que está no centro de um acontecimento histórico na exploração espacial. Este cometa foi o primeiro a ter uma sonda espacial a orbitá-lo, e também o primeiro a receber um módulo de aterragem no seu núcleo. Isto permitiu recolher muitas informações que resultarão numa compreensão muito maior de como são estes corpos do Sistema Solar.

O cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko foi descoberto em 1969 pelo astrónomo Klim Churyumov, ao analisar uma foto tirada pela astrónoma Svetlana Gerasimenko. Estes dois astrónomos deram nome ao cometa.

A ESA (Agência Espacial Europeia) lançou para o espaço a sonda espacial Rosetta em 2 de Março de 2004, com o objetivo de chegar ao cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko. Assim, a ESA tinha um ambicioso objetivo de colocar um orbitador em volta do cometa e levar um módulo de aterragem até ao seu núcleo.

Após mais de 10 anos desde o seu lançamento, no dia 6 de Agosto de 2014, a sonda espacial Rosetta chegou ao seu alvo. Em 12 de Novembro do mesmo ano, esta missão espacial cumpriu mais um objetivo, ao levar o módulo de aterragem Philae a pousar no núcleo do cometa.

O núcleo do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko tem uma forma com dois lóbulos. As dimensões do lóbulo maior são de 4,1 x 3,3 x 1,8 km, as dimensões do lóbulo menor são de 2,6 x 2,3 x 1,8 km.

Ao longo da sua órbita, a distância do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko ao Sol varia de 1,243 UA (186 milhões de km) no periélio, até 5,68 UA (849,7 milhões de km) no afélio.

A órbita de 67P/Churyumov-Gerasimenko foi sendo alterada ao longo do tempo. Segundo se crê, antes de 1840 este cometa teria uma órbita muito mais afastada do Sol que atualmente. Nessa altura o ponto mais próximo do Sol (periélio) seria de cerca de 4 UA, o que não permitia a observação a partir da Terra. Então, em 1840, a órbita deste cometa sofreu uma alteração devido à influência gravítica do planeta Júpiter, e o periélio passou para 3 UA. Com o tempo o periélio foi ficando cada vez mais próximo do Sol, até que atualmente se situa nos 1,243 UA, como referido anteriormente.

O cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko demora cerca de 6,45 anos terrestres a completar uma volta ao Sol, e cerca de 12,4 horas a completar uma volta sobre si próprio.

Já foram detectados muitos tipos diferentes de gazes que se libertam do núcleo do cometa. Alguns desses gazes são: água, dióxido de carbono, monóxido de carbono, amoníaco, metano e metanol. Entretanto também se detectaram alguns compostos orgânicos na superfície do cometa, porém convêm referir que isso não significa que exista vida microscópica no cometa.

Equipados com instrumentos de ponta, tanto o orbitador como o módulo de aterragem Philae, tem-nos facultado inúmeras informações importantes sobre este cometa, e que certamente servirão de base de estudo para os cientistas durante muitos anos. Para além disso, também tem-nos facultado magníficas fotos de grande definição do cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko. Vamos ver de seguida algumas dessas fotos publicadas pela ESA.

rosetta 1

rosetta 2

rosetta 3

 rosetta 04

Share Button
Cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko
4.7 (93.33%) 9 votes
Tagged , , . Bookmark the permalink.

Comments are closed.