Cometa C/2012 S1 (ISON) – Acontecimento astronómico de 2013

Cometa C/2012 S1 (ISON)C/2012 S1 (ISON), assim se designa o cometa que poderá vir a ser um dos mais espetaculares dos últimos séculos. Se tudo correr como o previsto, poderemos observar o cometa ISON entre o final de 2013 e início de 2014. Mas que cometa é esse? E porque pode vir a ser assim tão interessante? É isso que vamos ver de seguida.

Em 21 de Setembro de 2012, Vitali Nevski e Artyom Novichonok descobriram um cometa que haveria de ser chamar de C/2012 S1 (ISON). Esta descoberta viria a ser anunciada a 24 de Setembro pelo Minor Planet Center, a organização responsável por coletar os dados relativos à observação de asteróides e cometas. No momento da descoberta o cometa tinha como magnitude aparente 18,8, ou seja, muito para além da capacidade de deteção do olho humano. A descoberta foi feita através de um telescópio de 400 mm de abertura do observatório do Internacional Scientific Optical Network (ISON), dos arredores da cidade russa de Kislovodsk.

Segundo a informação que temos no momento em que este artigo é escrito, os astrónomos preveem que o cometa ISON atingirá o seu ponto mais próximo do Sol (periélio) em 28 de Novembro de 2013, onde o cometa passará apenas a 0,012 UA (Unidade Astronómica) do centro do Sol. Uma Unidade Astronómica é equivalente à distância média entre a Terra e o Sol, ou seja, cerca de 149.597.871 km (pouco menos de 150 milhões de km). Portanto, quando é dito que o cometa irá passar a 0,012 UA do centro do Sol, equivale isto a dizer que passará a cerca de 1.800.000 km. Se levarmos em conta a dimensão do Sol, podemos verificar que o cometa ISON passará a apenas 1.100.000 km da superfície solar, o que em termos astronómicos é uma distância muito pequena. A 26 de Dezembro o cometa passará no ponto mais próximo do planeta Terra, a cerca de 0,4 UA que corresponde a 60 milhões de km. Antes disso, no dia 1 de Outubro, o cometa passará a cerca de 0,07 UA (10 milhões de km) do planeta Marte.

O cometa C/2012 S1 (ISON) será visível à vista desarmada desde de final de Outubro ou início de Novembro de 2013 até Janeiro de 2014. Quando atingir o seu ponto mais próximo do Sol, o cometa poderá aí ficar com um brilho muito forte, ainda que a observação a partir da Terra seja grandemente dificultada pois estará a menos de 1 ° do Sol.

No momento em que este artigo é escrito, não podemos ainda ter certeza daquilo que vai acontecer. Existe muita expectativa em volta deste acontecimento. Há quem avance com a ideia que o cometa ISON atingirá no céu um brilho superior ao brilho da lua cheia, e que poderá mesmo ser visível durante o dia. Também não é possível saber se o cometa sobreviverá à passagem pela proximidade do Sol, dado que um cometa é constituído em grande parte por gelo.

Alguém já apelidou o cometa C/2012 S1 (ISON) por “dream comet”. Vamos ver se as expectativas se cumprem. Este é sem dúvida um acontecimento astronómico que valerá a pena estarmos atentos e atualizados em relação ao mesmo.

Nota final: Dada a expetativa que este assunto gerou, neste site foi feito um novo artigo sobre este assunto, onde se pretende fazer atualizações sempre que tal se justificar. Para aceder ao artigo clique: Cometa ISON – Informação atualizada periodicamente.

Share Button
Cometa C/2012 S1 (ISON) – Acontecimento astronómico de 2013
Classifique este post
Tagged , , . Bookmark the permalink.

Comments are closed.