Cruzeiro do Sul – Constelação

Cruzeiro do Sul - Crux. Crédito: Alain r da Wikipédia.Constelação do Cruzeiro do Sul, também conhecida como Crux, é uma conhecida constelação do hemisfério sul celeste. Apesar de ser a constelação mais pequena das 88 constelações reconhecidas pela União Astronómica Internacional, esta é de fato uma constelação muito interessante.

No hemisfério sul não existe uma estrela que possa servir de referência para indicar onde se situa o Pólo Sul Celeste, ao contrário do hemisfério norte que tem a estrela Polaris a indicar o Pólo Norte Celeste. Na realidade, no hemisfério sul a estrela que poderia indicar o Pólo Sul Celeste seria a Sigma Octantis, porém o seu brilho é muito fraco e só é visível à vista desarmada a partir de um local escuro e se as condições atmosféricas forem boas. Como tal não serve de refência. Neste caso a constelação do Cruzeiro do Sul tem um papel importante, pois é bastante útil para indicar o sul. Seguindo uma linha imaginária a ligar a estrela Gacrux (também conhecida como Rubídea) à estrela Acrux (também conhecida como Estrela de Magalhães), estaremos próximos do Pólo Sul Celeste se continuarmos com essa linha, a partir da estrela Acrux, até ter um comprimento de cerca 4,5 vezes a distância entre essas duas estrelas.

Constelação do Cruzeiro do Sul.

Constelação do Cruzeiro do Sul. Crédito: Torsten Bronger.

Dada a localização da constelação do Cruzeiro do Sul, esta é visível apenas no hemisfério sul e em regiões do hemisfério norte próximas do equador. Devido a um fenómeno chamado de precessão dos equinócios, o Cruzeiro do Sul nem sempre esteve assim tão próximo do Pólo Sul Celeste. Há alguns milhares de anos atrás, esta constelação era visível em alguns locais na Europa, situação que não ocorre atualmente.

A constelação do Cruzeiro do Sul tem algumas estrelas que se destacam: A mais brilhante é Acrux (também conhecida como Alfa Crucis ou ainda como Estrela de Magalhães), com magnitude aparente de +0,81; Becrux (também conhecida por Beta Crucis ou ainda por Mimosa); Gacrux (Gama Crucis ou ainda Rubídea); Pálida (ou Delta Crucis) e Intrometida (ou Épsilon Crucis).

Esta constelação tem ainda outros objetos celestes de interesse. É o caso da NGC 4755, conhecida como “Caixa de Joias“, sendo este um aglomerado estelar aberto; nesta constelação está também a Nebulosa do Saco de Carvão.

De salientar que a constelação do Cruzeiro do Sul está representado em bandeiras de vários países, tais como Brasil, Austrália, Nova Zelândia, entre outros.

Share Button
Cruzeiro do Sul – Constelação 5.00/5 (100.00%) 3 votes
Tagged . Bookmark the permalink.

Comments are closed.