Evidência da Inflação Cósmica

InflaçãoEm 17 de Março de 2014, astrónomos anunciaram a primeira grande evidência direta que apoia a Teoria da Inflação Cósmica. Esta teoria defende que nos primeiros instantes a seguir ao Big Bang, o Universo passou por uma fase de expansão extraordinariamente rápida.

A Teoria do Big Bang é a teoria que defende que o Universo inicialmente expandiu-se através de uma “grande explosão”, sendo que ainda hoje continua a expandir-se. Para saber mais sobre esta teoria veja o artigo: Teoria do Big Bang – A Grande Explosão. Os cientistas suponham que nos primeiros instantes o Universo passou por uma fase de expansão extremamente rápida chamada de inflação. Até este ponto, os cientistas não tinham uma evidência direta desse período inicial, até que em 17 de Março de 2014 tal evidência foi apresentada.

Uma equipa de astrónomos liderada por John Kovac do Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics, utilizando o telescópio BICEP2 (Backgroung Imaging of Cosmic Extragalactic Polarization 2), anunciou que foi detetada evidência da existência das ondas gravitacionais nos primeiros instantes do nosso Universo. Essa descoberta veio reforçar a credibilidade da Teoria da Inflação Cósmica. Esta teoria já existia desde o início da década de 1980, porém só agora temos evidência direta de que essa expansão extremamente rápida do Universo ocorreu realmente.

Para além disso, esta foi a primeira vez que se detetaram ondas gravitacionais cuja existência já era prevista pela Teoria da Relatividade Geral.

Share Button
Evidência da Inflação Cósmica
4.8 (96%) 5 votes
Tagged , . Bookmark the permalink.

Comments are closed.