M87 – Galáxia Elíptica – Constelação de Virgem

M87M87 (Messier 87), também designado por NGC 4486 e por Virgo A, é uma galáxia elíptica supergigante que pode ser observada na constelação de Virgem. A magnitude aparente desta galáxia é +9,59 o que significa que não é visível a olho nu, porém pode ser observada a partir de um telescópio amador.

A galáxia M87 foi descoberta pelo astrónomo francês Charles Messier em 1781, tendo-a incluído no seu famoso catálogo.

A Messier 87 situa-se a aproximadamente 55 milhões de anos-luz de nós, sendo esta uma galáxia muito maciça. Na realidade esta é a galáxia mais maciça da nossa “vizinhança”. A M87 tem cerca de 120.000 anos-luz de diâmetro, pouco maior que a nossa galáxia, a Via Láctea; porém a M87 tem muito mais estrelas e muito mais massa que a a nossa galáxia, pois possui uma forma aproximadamente esférica, e não uma forma espiral “plana” (como é o caso da Via Láctea).

A M87 pertence ao Aglomerado de Virgem, um aglomerado de galáxias que poderá ter cerca de 2.000 elementos (o número exato não é conhecido). A M87 é o elemento mais brilhante do aglomerado.

A M87 possui um grande número de aglomerados globulares, mais concretamente cerca de 12.000. Em termos de comparação, a Via Láctea deverá de ter um pouco mais de 150, e a Galáxia de Andrómeda (M31) deverá de ter cerca de 500 desses aglomerados de estrelas.

No centro de M87 existe um buraco negro supermaciço, estando este objeto na origem de uma intensa fonte de radiação de várias frequências, especialmente de ondas de rádio.

Nesta galáxia podemos observar um jato de partículas que sai do seu núcleo e que se estende por pelo menos 5 anos-luz.

Messier 87

Foto de M87 com o jato de partículas.

Share Button
M87 – Galáxia Elíptica – Constelação de Virgem
4.6 (92.5%) 8 vote[s]
Tagged , . Bookmark the permalink.

Comments are closed.