M9 – Aglomerado Globular – Constelação de Ofiúco

M9M9 (Messier 9), também designado por NGC 6333, é um aglomerado globular que pode ser observado na constelação de Ofiúco. M9 possui uma magnitude aparente de +7,9 não sendo visível a olho nu. Para observar este objeto celeste é necessário recorrer a binóculos ou a um telescópio.

M9 foi descoberto por Charles Messier em 1764, tendo sido posteriormente incluído no famoso catálogo elaborado por este astrónomo. Quando Charles Messier descobriu este objeto celeste descreveu-o como sendo uma nebulosa sem estrelas, dado que na época os instrumentos de observação utilizados por este astrónomo ainda não permitiam a observação individual das estrelas deste aglomerado. Mais tarde, em 1783, o astrónomo William Herschel conseguiu distinguir estrelas em M9. Aquilo que Charles Messier classificou de nebulosa sem estrelas trata-se na realidade de um aglomerado globular, um grande e denso grupo de estrelas ligadas entre si pela força da gravidade, que orbita a nossa galáxia.

Messier 9 situa-se a aproximadamente 25.800 anos-luz de nós e “apenas” a cerca de 5.500 anos-luz do centro da Via Láctea. Este aglomerado globular tem cerca de 90 anos-luz de diâmetro, e possui mais de 300.000 estrelas.

Messier 9

Messier 9. Crédito: NASA e ESA

Share Button
M9 – Aglomerado Globular – Constelação de Ofiúco
5 (100%) 3 votes
Tagged , . Bookmark the permalink.

Comments are closed.