Nebulosa do Anel – M57

Nebulosa do AnelNebulosa do Anel, também conhecida como M57 ou NGC6720, é uma nebulosa planetária situada na constelação de Lira. Foi descoberta em 1779. Sua forma faz lembrar um anel. É um dos objetos celestes mais conhecidos do catálogo de Messier. Vamos ver de seguida as principais características deste interessante objeto.

A Nebulosa do Anel situa-se a cerca de 2.300 anos-luz de nós, tendo aproximadamente 2,5 anos-luz de diâmetro. Esta nebulosa não é visível à vista desarmada, tendo sido descoberta em 1779 pelo astrónomo francês Antoine Darquier de Pellepoix. Utilizando os telescópios da época, a M57, apesar de ser uma nebulosa, tinha quase a aparência de um planeta. Daí o nome de nebulosa planetária. Obviamente que uma nebulosa planetária, tal como a M57, nada tem a ver com planetas. Visualmente, esta nebulosa tem uma magnitude aparente de +8,8.

A M57 tem a forma aproximada de um toro, em vez de possuir uma forma esférica como se pensava anteriormente. Esse toro é constituído por material expelido pela estrela que se situa ao centro da nebulosa. Essa estrela é uma anã branca, que já foi uma estrela semelhante ao nosso Sol, ainda que com um pouco mais de massa. Mais tarde tornou-se numa estrela gigante vermelha. Essa gigante vermelha expeliu as suas camadas mais exteriores, restando apenas uma pequena estrela no centro (a anão branca) rodeada pelo material expelido.

Share Button
Tagged , . Bookmark the permalink.

Comments are closed.