Nebulosa do Anel – M57

Nebulosa do AnelNebulosa do Anel, também conhecida como M57 ou NGC6720, é uma nebulosa planetária situada na constelação de Lira. Foi descoberta em 1779. Sua forma faz lembrar um anel. É um dos objetos celestes mais conhecidos do catálogo de Messier. Vamos ver de seguida as principais características deste interessante objeto.

A Nebulosa do Anel situa-se a cerca de 2.300 anos-luz de nós, tendo aproximadamente 2,5 anos-luz de diâmetro. Esta nebulosa não é visível à vista desarmada, tendo sido descoberta em 1779 pelo astrónomo francês Antoine Darquier de Pellepoix. Utilizando os telescópios da época, a M57, apesar de ser uma nebulosa, tinha quase a aparência de um planeta. Daí o nome de nebulosa planetária. Obviamente que uma nebulosa planetária, tal como a M57, nada tem a ver com planetas. Visualmente, esta nebulosa tem uma magnitude aparente de +8,8.

A M57 tem a forma aproximada de um toro, em vez de possuir uma forma esférica como se pensava anteriormente. Esse toro é constituído por material expelido pela estrela que se situa ao centro da nebulosa. Essa estrela é uma anã branca, que já foi uma estrela semelhante ao nosso Sol, ainda que com um pouco mais de massa. Mais tarde tornou-se numa estrela gigante vermelha. Essa gigante vermelha expeliu as suas camadas mais exteriores, restando apenas uma pequena estrela no centro (a anão branca) rodeada pelo material expelido.

Share Button
Nebulosa do Anel – M57
4.6 (92%) 10 votes
Tagged , . Bookmark the permalink.

Comments are closed.