Nebulosa do Caranguejo – M1 – Constelação do Touro

Nebulosa do CaranguejoA Nebulosa do Caranguejo, também conhecida como M1 ou NGC 1952 ou ainda Taurus A, é uma nebulosa que é o remanescente de uma supernova (explosão de estrela) ocorrida no ano de 1054. Esta nebulosa situa-se na constelação do Touro.

Em 1054 uma brilhante supernova foi observada e registada por vários povos. Hoje, essa supernova é chamada de Supernova do Caranguejo ou SN 1054. Esta supernova foi observada durante cerca de 2 anos, e durante alguns dias o brilho dessa supernova foi tal que pôde ser observada mesmo durante o dia.

Hoje, passados quase mil anos da explosão dessa estrela, resta uma nebulosa com aproximadamente 11 anos-luz de diâmetro, que continua a expandir-se a uma velocidade próxima dos 1.500 km/s.

A nebulosa do Caranguejo situa-se a aproximadamente 6.500 anos-luz de nós.

A nebulosa do Caranguejo possui uma magnitude aparente de +8,4 não sendo portanto visível à vista desarmada, porém pode ser observada com a ajuda de uns bons binóculos numa noite com o céu limpo e longe da poluição luminosa.

No centro desta nebulosa encontra-se o Pulsar do Caranguejo (PSR B0531+21). Trata-se de uma estrela de neutrões com aproximadamente 25 km de diâmetro. Este pulsar completa uma rotação a cada 33 milissegundos, o que corresponde a cerca de 30 rotações por segundo.

Share Button
Nebulosa do Caranguejo – M1 – Constelação do Touro
3.6 (72.5%) 8 votes
Tagged . Bookmark the permalink.

Comments are closed.