O lado oculto da Lua

Lado oculto da LuaA Lua apresenta sempre a mesma “face” para um observador na Terra. Com o passar dos dias, semanas e meses, podemos verificar que a Lua tem sempre o mesmo lado voltado para nós. Quer isto dizer que também possui um lado que nós nunca vemos. É o chamado lado oculto da Lua.

Qual o motivo da Lua ter sempre o mesmo lado voltado para o planeta Terra? A resposta está num fenómeno chamado de rotação sincronizada. O tempo que a Lua demora a completar uma volta sobre si própria é de 27,3 dias terrestres, que corresponde ao mesmo tempo que demora a completar uma volta ao redor da Terra, fazendo com que tenha sempre o mesmo hemisfério voltado para o nosso planeta. Como consequência disso, há um outro hemisfério que nós nunca vemos.

Esse hemisfério que nós nunca vemos por vezes é chamado de lado escuro da Lua ou lado negro da Lua. Estes termos não estão corretos pois passam a ideia que esse lado está sempre escuro, o que não corresponde à verdade.

O lado oculto da Lua foi pela primeira vez observado em 1959, através da sonda espacial russa Luna 3. Pela primeira vez a humanidade tinha acesso a esse hemisfério lunar. Em 1968, os astronautas da Apollo 8 foram os primeiros humanos a observar diretamente o lado oculto da Lua, quando estavam em orbita ao redor do nosso satélite natural.

A superfície do lado oculto da Lua é dominado por inúmeras crateras e por poucos “mares lunares”. Os chamados mares lunares são regiões mais escuras da superfície da Lua e que apresentam poucas crateras. Quando olhamos para a Lua podemos observar umas “manchas” escuras. Essas “manchas” são os mares. O face oculta da Lua é pobre no que toca a esse tipo de terreno.

É no lado oculto da Lua que se encontra uma das maiores crateras de impacto conhecidas do Sistema Solar, a Bacia do Polo Sul-Aitken. Esta bacia possui aproximadamente 2.500 km de diâmetro e cerca de 13 km de profundidade.

Face oculta da Lua

O lado oculto da Lua. Foto obtida pela Apollo 16.

Share Button
O lado oculto da Lua
5 (100%) 9 votes
Tagged . Bookmark the permalink.

Comments are closed.