Planeta Marte

Planeta MartePlaneta Marte, o quarto planeta a contar do Sol. Marte é um planeta telúrico (rochoso) e tem pouco mais de metade do diâmetro da Terra. Devido à sua ténue atmosfera, a temperatura em Marte varia bastante. Marte é talvez o planeta que mais curiosidade tem despertado junto do público em geral e também junto dos astrónomos, a avaliar pelas muitas missões espaciais que lhe são dirigidas. Vamos então conhecer as características principais deste planeta.

O planeta Marte está a uma distância média do Sol de 227,9 milhões de km, situando-se entre o planeta Terra e a cintura de asteróides. A distância do planeta Marte em relação ao Sol varia de 249,2 milhões de km (afélio) e 206,6 milhões de km (periélio). O planeta Marte orbita em volta do Sol com uma velocidade média de 24,08 km/s.

Ainda em termos de distância, o planeta Marte é o segundo planeta que mais se aproxima da Terra (o que mais se aproxima é o planeta Vénus).

O diâmetro do planeta Marte é cerca de 6.794 km, sendo este um planeta rochoso (tal como os planetas Mercúrio, Vénus e Terra).

O período de rotação do planeta Marte é um pouco superior ao da Terra, pois corresponde a cerca de 24 horas e 37 minutos. Já em termos de translação, Marte demora cerca de 687 dias terrestres a completar uma volta ao redor do Sol.

O planeta Marte tem uma atmosfera muito pouco densa, constituída essencialmente por dióxido de carbono. Como resultado da sua atmosfera rarefeita, a temperatura em Marte varia bastante. Já foram registadas temperaturas entre os cerca de – 140 °C e os 20 °C. Apesar disso, a atmosfera deste planeta é suficientemente densa para causar ventos fortes e tempestades de poeiras, que em certas ocasiões chegam mesmo a cobrir o planeta durante meses.

O planeta Marte apresenta uma cor avermelhada devido à existência de óxido de ferro na sua superfície. Esta característica faz com que seja conhecido também como o planeta vermelho.

A superfície de Marte tem semelhanças com os desertos rochosos da Terra e também características semelhantes aos da superfície da Lua.

A superfície do planeta vermelho apresenta formações geológicas notáveis, como é o caso do Olympus Mons, a maior montanha conhecida no Sistema Solar, tratando-se de um vulcão extinto com aproximadamente 25 km de altura; um outro exemplo é a Hellas Planitia, uma cratera de impacto com cerca de 2.300 km de diâmetro situada no hemisfério sul de Marte. Este planeta possui ainda 2 calotas polares permanentes, constituídas essencialmente por água e dióxido de carbono gelados.

Muito do que sabemos sobre o planeta Marte foi obtido por intermédio das diversas missões espaciais não tripuladas enviadas em direcção ao planeta. Desde a década de 1960 até aos nossos dias, Marte tem sido o alvo de sondas espaciais, algumas delas aterraram na própria superfície marciana aumentando o nosso conhecimento sobre este fascinante planeta. Dentro das missões podemos destacar, a título de exemplo, a Viking 1 e Viking 2 que chegaram a Marte em 1976; a Mars Pathfinder que chegou a Marte em 1997 com o seu robot Sojouner que andou pela superfície marciana; em 2004 dois veículos pousaram com sucesso na superfície de Marte, os veículos Spirit e Opportunity, que são parte da Mars Exploration Rovers (que teve a missão A no caso do Spirit e a missão B no caso da Opportunity). Em 2012 pousou na superfície do planeta Marte o rover Curiosity, um veículo enviado pela sonda espacial Mars Science Laboratory.

O planeta Marte tem dois pequenos satélites naturais conhecidos: Fobos e Deimos.

Fobos é o satélite maior e aquele que está mais próximo do planeta Marte. Tem cerca de 26,8 km de diâmetro máximo e tem a particularidade de ser o satélite que mais próximo está do seu planeta em todo o Sistema Solar. Fobos orbita a cerca de 9.400 km do centro de Marte, o que significa menos de 6.000 km da superfície de Marte. Pensa-se que daqui a cerca de 50 milhões de anos este satélite chocará com o planeta Marte, ou então o satélite será destruído devido às forças gravitacionais, podendo criar um anel à volta do planeta. Fobos é possivelmente um asteróide capturado pelo campo gravítico de Marte.

Deimos é menor e está mais longe do planeta Marte. Sua forma é bastante irregular podendo tratar-se (tal como Fobos) de um asteróide capturado pelo campo gravítico do planeta vermelho. Deimos tem cerca de 15 km de diâmetro máximo e orbita a uma distância cerca de 23.460 km de Marte.

Foto da superfície de Marte tirada pelo robot Spirit

Foto da superfície de Marte tirada pelo robot Spirit

(Artigo atualizado em 22/03/2015)

Share Button
Planeta Marte
4.4 (88%) 15 votes
Tagged , . Bookmark the permalink.

Comments are closed.