Quadrantidas – Chuva de Meteoros

Quadrantidas. Crédito: Jimmy WestlakeAs Quadrantidas (ou Quadrantídeas) são uma chuva de meteoros bastante conhecida, sendo que os primeiros meteoros desta “chuva de estrelas” anual geralmente começa no fim de Dezembro, prolongando-se até os primeiros dias de Janeiro, sendo que o seu pico de atividade ocorre geralmente entre os dias 3 e 4 de Janeiro.

O radiante desta chuva de meteoros (popularmente conhecida como chuva de estrelas), está situado na constelação do Boieiro (Bootes). De referir que o radiante é o ponto no céu de onde os meteoros parecem surgir. Dado que o Boieiro é uma constelação do hemisfério celestial norte, esta chuva de meteoros poderá ser melhor observada pelos habitantes do hemisfério norte, ainda que em algumas latitudes do hemisfério sul as Quadrantidas também poderão ser observadas.

De referir que as Quadrantidas possuem esse nome devido à antiga constelação chamada de Quadrans Muralis (imaginada pelo astrónomo francês Jérôme Lalande), e de onde estes meteoros pareciam surgir. Essa constelação atualmente já não é considerada como tal, sendo que o que antigamente era a Quadrans Muralis é hoje parte da constelação do Boieiro.

Como referido anteriormente, o pico de atividade desta chuva de estrelas cadentes é por volta dos dias 3 ou 4 de Janeiro de cada ano, e durante o curto periodo de tempo em que dura o pico de atividade, o número de meteoros que podemos habitualmente podemos observar é significativo (por vezes atingindo uma média de 100 (ou mais) meteoros por hora), isso em locais onde as condições de observação são boas, ou seja, céu escuro longe das luzes das cidades e condições atmosféricas favoráveis.

Pensa-se que na origem das Quadrantidas está o asteróide 2003 EH1 descoberto por Peter Jenniskens em 2003, este asteróide poderá ser na realidade um cometa extinto, podendo haver relação entre este asteróide e o cometa C/1490 Y1.

O 2003 EH1 é um pequeno corpo do Sistema Solar cujo diâmetro andará na ordem dos 4 km. Este asteróide demora cerca de 5,5 anos a completar uma volta ao redor do Sol. O afélio (ponto da órbita mais afastado do Sol) é de cerca de 5 UA, enquanto que o periélio (ponto da órbita mais próximo do Sol) é de cerca de 1,19 UA.

Para saber mais sobre o que são chuva de meteoros, veja o artigo: Chuva de Meteoros – Chuva de Estrelas.

Share Button
Quadrantidas – Chuva de Meteoros
5 (100%) 5 votes
Tagged , , . Bookmark the permalink.

Comments are closed.