Titânia – Satélite de Úrano

TitâniaTitânia é o maior satélite natural do planeta Úrano. Este satélite de Úrano foi descoberto em 1787 pelo astrónomo William Herschel, que foi também quem descobriu o planeta Úrano. Porém, muito daquilo que conhecemos hoje sobre Titânia foi graças à sonda espacial Voyager 2, que em 1986 passou próximo desta lua de Úrano.

Titânia tem um diâmetro de aproximadamente 1.577 km, e orbita a uma distância média de cerca de 436.000 km do planeta Úrano. Titânia demora cerca de 8,7 dias a completar uma órbita ao redor de Úrano, o mesmo tempo que demora a completar uma rotação sobre si próprio. A rotação do satélite Titânia é, portanto, uma rotação sincronizada.

A sua superfície é constituída por diversos câniones, escarpas e diversas crateras. A maior cratera conhecida chama-se Gertrude, possuindo 326 km de diâmetro. Porém não se conhece a totalidade da superfície de Titânia, dado que a única sonda espacial que passou pela proximidade deste satélite foi a Voyager 2 tendo obtido imagens de somente 40% de sua superfície.

Titânia tem uma densidade de aproximadamente 1,7 g/cm3.

Nesta lua do planeta Úrano foi ainda detetada a existência de gelo de água. É possível também que Titânia possua uma atmosfera muito ténue com dióxido de carbono.

Share Button
Titânia – Satélite de Úrano
4 (80%) 3 votes
Tagged , . Bookmark the permalink.

Comments are closed.