VLT – Very Large Telescope

VLT - Very Large Telescope. Crédito: ESO.O Very Large Telescope (VLT) é um conjunto de 4 telescópios principais e 4 telescópios auxiliares que pertencem ao European Southern Observatory (ESO), e situam-se no Observatório Astronómico do Cerro Paranal, no deserto de Atacama, Chile. O VLT é um dos instrumentos de observação astronómica mais importantes da atualidade.

O Cerro Paranal, local onde se situa o Very Large Telescope, é uma montanha com cerca de 2.635 metros de altitude, um local privilegiado para a observação astronómica. O VLT é constituído por 4 telescópios com espelhos primários de 8,2 metros de diâmetro cada um, e 4 telescópios auxiliares móveis com espelhos primários de 1,8 metros de diâmetro cada um.

Os telescópios do VLT podem ser utilizados isoladamente, ou então trablhar em conjunto para formar um interferómetro, o Very Large Telescope Interferometer (VLTI). O VLTI permite obter imagens com muito mais detalhe do que um telescópio isoladamente consegue obter.

Os quatros maiores telescópios do VLT são chamados pelos seguintes nomes: Antu, Kueyen, Melipal e Yepun.

A primeira luz recebida pelo telescópio Antu foi em Maio de 1998. A primeira luz recebida pelo Kueyen foi em Março de 1999. Já no caso do Melipal, a primeira luz recebida foi em Janeiro de 2000. Finalmente, em Setembro de 2000 foi a vez do telescópio Yepun.

Os telescópios do VLT estão preparados para observar os objetos celestes numa região do espectro eletromagnético que vai desde desde o ultravioleta (300 nm) até ao infravermelho médio (24 µm).

Share Button
VLT – Very Large Telescope
5 (100%) 2 votes
Tagged . Bookmark the permalink.

Comments are closed.