Hubble ajuda a esclarecer o que causou o escurecimento de Betelgeuse

Escurecimento de BetelgeuseNo final do ano de 2019, a estrela supergigante vermelha Betelgeuse apresentou uma inesperada e abrupta redução de seu brilho. Na época, tal acontecimento despertou muito interesse por parte da comunidade científica. Foram avançadas algumas hipóteses para este acontecimento, mas sem que houvesse uma real comprovação do que realmente estava a acontecer. Em Abril de 2020, o brilho de Betelgeuse voltou ao normal. Neste momento, com a ajuda do Telescópio Espacial Hubble, os cientistas já possuem uma explicação para o sucedido. Continue a ler

Colisão do cometa Shoemaker–Levy 9 com Júpiter

A colisão do cometa Shoemaker-Levy 9 com o planeta Júpiter, foi um momento histórico para a astronomia. O cometa Schoemaker-Levy 9 foi um cometa descoberto por Carolyn Schoemaker, Eugene Schoemaker e David Levy em 24 de Março de 1993. Em Julho de 1994 este cometa acabaria por colidir com o planeta Júpiter. Continue a ler

Satélites temporários da Terra

TerraA Lua é o único satélite natural do planeta Terra cuja órbita é estável. Porém, a Terra possui satélites temporários, que por pouco tempo orbitam o nosso planeta. Esses satélites ou luas temporárias da Terra são de dimensões muito pequenas, e orbitam a Terra apenas por alguns meses (em média). Continue a ler

Quase-satélites do planeta Terra

Quase-satéliteA Lua é o satélite natural do planeta Terra, significando isso que a Lua orbita ao redor do nosso planeta. Para além disso, existem também alguns pequenos asteróides que “acompanham” a Terra na sua órbita ao redor do Sol, porém esses objetos não orbitam a Terra, e consequentemente não são considerados como sendo satélites. Esses objetos são classificados como “quase-satélites” ou “quase-luas” do planeta Terra. Continue a ler

Nebulosa da Águia – M16

Nebulosa da Águia - Crédito: ESOM16 (Messier 16, ou NGC 6611), é um aglomerado estelar aberto (ou enxame estelar aberto) envolto numa nebulosa. Essa nebulosa faz com que este objeto celeste seja conhecido como a Nebulosa da Águia. M16 pode ser observado na constelação da Serpente, e possui uma magnitude aparente de cerca de +6 sendo portanto necessária a utilização de binóculos ou telescópios para a sua observação. Continue a ler

Explosão de Betelgeuse – quando poderá acontecer?

Betelgeuse em Dezembro de 2019Na altura em que este artigo foi escrito (18/02/2020), a comunidade cientifica tem estado a dar particular atenção à estrela Betelgeuse. Esta estrela tem desde há alguns meses chamado a atenção devido a uma inesperada diminuição abrupta de seu brilho, levantando alguma especulação de que Betelgeuse possa estar quase a explodir. É necessário algum cuidado com especulações. Será que Betelgeuse está mesmo quase a explodir? Ainda que esta seja uma possibilidade, é mais provável que uma eventual explosão de Betelgeuse não aconteça já. Assim, é importante conhecer melhor o que realmente se está a passar neste momento com esta estrela. Continue a ler