Hubble ajuda a esclarecer o que causou o escurecimento de Betelgeuse

Escurecimento de BetelgeuseNo final do ano de 2019, a estrela supergigante vermelha Betelgeuse apresentou uma inesperada e abrupta redução de seu brilho. Na época, tal acontecimento despertou muito interesse por parte da comunidade científica. Foram avançadas algumas hipóteses para este acontecimento, mas sem que houvesse uma real comprovação do que realmente estava a acontecer. Em Abril de 2020, o brilho de Betelgeuse voltou ao normal. Neste momento, com a ajuda do Telescópio Espacial Hubble, os cientistas já possuem uma explicação para o sucedido.

No Site Astronomia, num artigo publicado em 18 de Fevereiro de 2020, foi abordada a questão da perda de brilho da estrela Betelgeuse.  Essa perda de brilho até levou a alguma especulação à cerca da possibilidade da estrela estar quase a explodir. Para ler o que foi escrito no Site Astronomia à cerca deste assunto, poderá clicar no artigo: Explosão de Betelgeuse – quando poderá acontecer?

Através de observações feitas pelo Telescópio Espacial Hubble, os cientistas concluíram que o escurecimento inesperado da estrela Betelgeuse foi provavelmente causado por uma imensa quantidade de material quente ejetado pela estrela para o espaço, que assim acabou por formar uma nuvem de poeira que bloqueou a luz vinda da superfície de Betelgeuse. Essa nuvem de poeira terá bloqueado a luz de aproximadamente um quarto da superfície da estrela.

Alguns astrónomos colocam a possibilidade de tal ocorrência poder ser um evento “pré-supernova”, ou seja, um acontecimento que antecede uma explosão da estrela. Porém, entre os astrónomos tem sido predominante a ideia que a explosão de Betelgeuse ainda poderá demorar milhares de anos a ocorrer, assumindo que a probabilidade de Betelgeuse explodir em breve, é pequena. Seja como for, dada a grande distância de Betelgeuse em relação a nós, é importante referir que uma eventual explosão da estrela não causará danos na vida no planeta Terra.

Segundo os astrónomos, a estrela Betelgeuse de facto está no final de sua “vida”, e um dia acabará por explodir. Existe uma possibilidade de tal explosão estar próxima de acontecer, mas é mais provável que ainda venha a demorar alguns milhares de anos.

Entre meados de Maio de 2020 a meados de Junho de 2020, esta estrela teve novamente uma diminuição de brilho, porém essa diminuição foi menor que a anterior. Certamente que Betelgeuse vai continuar a ser alvo de atenção por parte dos cientistas.

Representação daquilo que terá acontecido no processo de escurecimento de Betelgeuse

Representação daquilo que terá acontecido no processo de escurecimento de Betelgeuse. Crédito: NASA, ESA, e E. Wheatley (STScI)

Share Button
Tagged , . Bookmark the permalink.

Comments are closed.