Nebulosa da Águia – M16

Nebulosa da Águia - Crédito: ESOM16 (Messier 16, ou NGC 6611), é um aglomerado estelar aberto (ou enxame estelar aberto) envolto numa nebulosa. Essa nebulosa faz com que este objeto celeste seja conhecido como a Nebulosa da Águia. M16 pode ser observado na constelação da Serpente, e possui uma magnitude aparente de cerca de +6 sendo portanto necessária a utilização de binóculos ou telescópios para a sua observação.

Este objeto celeste foi descoberto pelo astrónomo Jean-Philippe de Chéseaux em 1745-46. Anos mais tarde, mais especificamente em 1764, o astrónomo Charles Messier incluiu-o no seu famoso catálogo depois de o ter observado, sendo hoje designado por Messier 16.

Messier 16 situa-se a aproximadamente 7.000 anos-luz de distância de nós.

Em 1995, o telescópio espacial Hubble tirou uma belíssima foto de densos aglomerados de poeiras e gás que se situam dentro da Nebulosa da Águia, tendo essa famosa imagem ficado conhecida como os “Pilares da Criação“.

“Pilares da Criação”

Share Button
Tagged , . Bookmark the permalink.

Comments are closed.