Ceres – Planeta Anão

Ceres - Foto: Telescópio Espacial HubbleCeres, atualmente classificado como planeta anão, foi até 2006 classificado como asteróide. Este planeta anão situa-se na região do Sistema Solar conhecida como Cintura de Asteróides, que fica entre as órbitas do planeta Marte e do planeta Júpiter. Vamos conhecer um pouco mais sobre este interessante objeto celeste.

Ceres foi descoberto em 1801 por Giuseppe Piazzi, que inicialmente pensou que poderia tratar-se de um cometa. Observações posteriores permitiram concluir que na realidade não se tratava de um cometa, e assim Ceres acabou mesmo por ser considerado como planeta. Nos anos seguintes, outros objetos celestes foram descobertos na região entre as órbitas do planeta Marte e do planeta Júpiter, tais como Pallas em 1802, Juno em 1804, Vesta em 1807, entre outros posteriormente descobertos.

Passadas algumas décadas após a sua descoberta, Ceres perdeu o estatuto de planeta e passou a ser classificado como asteróide. A região entre Marte e Júpiter, que continha estes asteróides, passou a ser chamada de Cintura de Asteróides.

Em 2006, a União Astronómica Internacional criou o termo planeta anão para designar os corpos celestes semelhantes a planetas (mas mais pequenos), que orbitam em volta do Sol e que possuem gravidade suficiente para assumir uma forma com equilíbrio hidrostático (aproximadamente esférica) mas que não possuem uma órbita desimpedida, isto é, na sua órbita existem outros corpos celestes, nomeadamente asteróides. Como base nesta definição, Ceres passou a ser considerado como planeta anão.

O planeta anão Ceres possui um diâmetro de cerca de 950 km, e completa uma volta sobre si próprio (rotação) em um pouco mais de 9 horas. Ceres orbita a uma distância média de aproximadamente 415 milhões de km do Sol, e demora cerca de 4,6 anos a completar uma volta ao redor do Sol (translação).

Apesar da relativa proximidade de Ceres, este astro não revela muito da sua superfície quando observado da Terra. Muito daquilo que conhecemos atualmente sobre este planeta anão, é devida à missão Dawn. Esta missão espacial foi lançada com o objetivo de estudar o asteróide Vesta e o planeta anão Ceres.

Em Julho de 2011, a sonda espacial Dawn chegou a Vesta e aí ficou em órbita até Setembro de 2012, tendo nesse período de tempo estudado o asteróide. No dia 6 de Março de 2015, a sonda Dawn chegou ao planeta anão Ceres, e a partir daí ficamos a conhecer muito melhor este interessante objeto do nosso Sistema Solar.

Ceres é constituído essencialmente por rocha e gelo. Sua superfície possui muitas crateras com baixo relevo, indiciando uma superfície relativamente macia provavelmente possuindo água gelada.

Uma outra característica interessante de Ceres é a existência de algumas “manchas brilhantes” na sua superfície. Provavelmente essas manchas serão constituídas por gelo ou por outros elementos que refletem a luz solar.

Ceres - Planeta Anão

Cratera e manchas brilhantes

(atualizado em 28/10/2015)

Share Button
Ceres – Planeta Anão
4 (80%) 8 votes
Tagged , . Bookmark the permalink.

Comments are closed.